Página Inicial  > A diversidade cultural de Moçambique
 Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico

A diversidade cultural de Moçambique

Provided by the International Finance Corporation


Cultura

Moçambique sempre se afirmou como pólo cultural com intervenções marcantes, de nível internacional, no campo da arquitectura, pintura, música, literatura e poesia.

Nomes como Malangatana, Chichorro, Mia Couto e José Craveirinha entre outros, já há muito ultrapassaram as fronteiras nacionais.

Importante também e representativo do espírito artístico e criativo do povo moçambicano é o artesanato que se manifesta em várias áreas, destacando-se as esculturas dos Macondes do Norte de Moçambique.

Também na área do desporto se tem destacado em várias modalidades, como a Lurdes Mutola no atletismo.


Etnias

Moçambique é um mosaico cultural constituído por várias etnias, destacando-se as seguintes a norte do Zambeze: os Suahílis, os Macuas-Lomués, os Macuas e os Ajauas; e a sul do Zambeze: os Chonas, os Angonis, os Tsongas, os Chopes e os Bitongas.


Línguas

A diversidade linguística de Moçambique é uma das suas principais características culturais. Para a maioria da população (principalmente no campo), estes idiomas nacionais constituem a sua língua materna e a mais utilizada diariamente.

As diversas línguas nacionais, são todas de origem bantu, sendo as principais: cicopi, cinyanja, cinyungwe, cisena, cishona, ciyao, echuwabo, ekoti, elomwe, gitonga, maconde (ou shimakonde), kimwani, macua (ou emakhuwa), memane, suaíli (ou kiswahili), suazi (ou swazi), xichangana, xironga, xitswa e zulu.

XiTsonga, ChiTsonga ou ShiTsonga É uma língua bantu classificada na família Tswa-Ronga. Em Moçambique, têm as variantes, umas vezes consideradas línguas, e outras dialetos, xiRonga (falada principalmente na província de Maputo), xiChangana, na província de Gaza e xiTswa, no norte da província de Inhambane. Na África do Sul, é muitas vezes referida como Shangane ou Shangaan.

Os seus falantes não consideram a língua “única” e referem-se a si próprios como “Eu sou um maRonga”, “Eu sou um maChangana”, ou “Eu sou um maTswa” (pronunciado e, por vezes, escrito "mátsua"), provavelmente por razões de linhagem, uma vez que se entendem nas respectivas línguas. Cada uma destas línguas tem, por sua vez, dialectos ou formas regionais, como o xiRonga do distrito de Matutuíne (o distrito mais a sul de Moçambique), a quem os outros vaRonga apelidam (pejorativamente) de “maDindindi”.

 

A língua oficial é o Português.

Copyright © 2000 - 2016, International Finance Corporation. All Rights Reserved.

 Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico
ComentáriosAvaliações (1) Total  
  • Actualmente 5.0/5 Estrelas.
If you are a human, do not fill in this field.
Clique nas estrelas abaixo para avaliar este item
   Os comentários serão truncados para 1000 carácteres
What Others Are Saying
Classificar por
View
  • Actualmente 5.0/5 Estrelas.
gabriel manuel sauale  |  May 14, 2015