Página Inicial  > Planeamento Imobiliário
 Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico

Planeamento Imobiliário

Provided by Visa, Content Partner for the SME Toolkit


É difícil pensar nisto, mas ninguém vive para sempre. A resolução dos aspectos jurídicos tornará mais fácil a vida dos seus entes queridos em caso da sua morte.

Testamento
O testamento é o primeiro passo no planeamento imobiliário e deve ser prioritário na sua agenda. Depois de morrer, as disposições do seu testamento determinam quem herdará a sua propriedade, quem será o guardião dos seus filhos, e quem irá gerir e encerrar os seus assuntos financeiros.

Fiduciário
Um fiduciário permite que tenha mais controlo sobre o dinheiro que deixará a alguém do que o seu testamento. Por exemplo, se deixar o dinheiro a uma criança, pode ser confiado a uma entidade de confiança e utilizado exclusivamente para a educação. Ou o dinheiro pode ser entregue à criança quando atingir a idade de 18, 35 ou mesmo 50 anos. O fiduciário também protege o dinheiro dos credores, uma vez que não pode ser levantado para pagar dívidas. Pode controlar o tipo de conta onde o dinheiro é depositado, assim como o seu investimento.

Procurações
Se for incapaz de tomar decisões jurídicas, por ser de alguma forma incapacitado, alguém terá de tomar essas decisões por si. Deve decidir com antecedência quem será essa pessoa. Chama-se a isso delegar uma procuração a alguém.

Existem dois tipos principais de procurações. Uma procuração durável dá a uma pessoa, ou pessoas, a autoridade para gerir as suas finanças e outros assuntos legais em seu nome, se não for capaz de os geripessoalmente. Pode ser a longo prazo ou a curto prazo e permite à parte que detém a procuração usar o dinheiro para cuidar de si, assinar as suas declarações fiscais, gerir os seus investimentos, e outros assuntos importantes. A procuração pode ser efectiva agora, ou ser uma procuração com as disposições duráveis, que se torna efectiva somente após a sua incapacidade.

Uma directiva de saúde é uma procuração que permite à pessoa por si designada tomar decisões relativas à saúde em seu nome, se for incapaz de tomar essas decisões sozinho(a). Por exemplo, alguém com uma procuração pode decidir sobre opções de cuidados de saúde, e possivelmente solicitar mesmo aos médicos para desligarem os sistemas de suporte de vida, caso ele ou ela julguem ser essa a sua vontade.

Testamento em Vida
Um testamento em vida é uma declaração clara sobre os seus desejos em matéria de suporte artificial de vida. Se o seu cérebro está morto e o seu corpo continua a funcionar apenas com a ajuda de suporte artificial, um testamento em vida orienta os médicos sobre a sua escolha.

Cartas testamentárias
Uma carta testamentária é semelhante a um testamento, com a excepção de que trata de itens de menor valor. Através desta carta manuscrita poderá designar o herdeiro de itens tais como pratos, obras de arte, fotos e outras relíquias. Esta carta é um documento manuscrito, e deve ser referenciada no testamento. Muitos países reconhecem a carta testamentária como juridicamente vinculativa, mas é provavelmente aconselhável ter a sua carta assinada por uma testemunha.

Copyright ©2016 Visa Inc. All Rights Reserved.

 Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico
ComentáriosAvaliações (0)
If you are a human, do not fill in this field.
Clique nas estrelas abaixo para avaliar este item
   Os comentários serão truncados para 1000 carácteres