Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico

Outras traduções

France - Comprar e vender

Contents extracted from the comprehensive atlas of international trade by Export Entreprises

Atrair a Atenção dos Consumidores

Oportunidades de Marketing

Comportamento do consumidor: Tradicionalmente, o preço tem sido um elemento essencial no processo de compra do consumidor francês. No entanto, a qualidade está a tornar-se cada vez mais importante para o mesmo, o qual tende agora em favorecer produtos que ostentem uma etiqueta ou marca de qualidade. A qualidade do serviço pós-venda também um elemento decisivo na escolha do local de compra.  
Perfil do consumidor: A França um país onde quase sempre as compras se unem ao prazer. A França famosa pelo seu elevado consumo de produtos e ofertas de lazer e cultura. O consumidor francês impulsivo e efectua compras frequentes. Relativamente a géneros alimentícios, os franceses tendem a comprar produtos nacionais.  
Principais agências publicitárias:

Rede de Distribuição

Evolução do sector: Em 2004, o comércio grossista envolveu 172.000 empresas e um volume de negócios de 53,6 mil milhões de euros. Por seu lado, o comércio retalhista envolveu 350.000 empresas, com um volume de negócios de 359,8 mil milhões de euros. A instalação de hipermercados regulamentada pela Lei Royer de 1973 e pela Lei Raffarin de 1996, as quais visam proteger o comércio local.  
Tipos de pontos de venda: O marketing em massa domina o sector do comércio retalhista em França, existindo 5.525 supermercados e 4.074 lojas de desconto em 2006. O grupo Carrefour o maior grupo do sector, com um volume de negócios de 77,9 mil milhões de euros. As posições seguintes são ocupadas pela Auchan, com 35,3 mil milhões, pelo Intermarch, com 31,5 mil milhões, pelo Leclerc e pelo Casino (classificacao de 2006).  

Procedimentos de Acesso ao Mercado

Cooperação económica: Membro da Uniao Europeia
Membro do Espaco Economico Europeu, que, com efeito desde 1 de Janeiro de 1993, assegura a livre circulação de quase todas as mercadorias entre os países europeus.
Tratados multilaterais e tratados bilaterais com muitos países.  
Barreiras não relacionadas com as pautas aduaneiras: A nível europeu, os produtos agrícolas são protegidos no âmbito da Política Agrícola Comum e os produtos têxteis da China, Bielorrússia, Coreia do Norte, Montenegro, Kosovo e Uzbequistão estão sujeitos a formalidades específicas e a licenças de importação ou procedimentos de controlo (documento de exportacao, documento de monitorizacao).
  A nível nacional, o comércio de plantas e sementes, aeronaves e outros tem de ser declarado; os produtos têm de ser certificados respectivamente pelo GNIS (a organizacao nacional interprofissional para sementes e plantas), o Ministerio da Defesa e o Ministerio da Agricultura.
Direitos aduaneiros médios (excluindo produtos agrícolas): As transacções efectuadas dentro do EEE são isentas de direitos aduaneiros.
  A Pauta Aduaneira Comum da União europeia apenas aplicada a mercadorias provenientes de fora da Europa. Geralmente, os direitos aduaneiros são relativamente baixos, especialmente em relação a produtos industriais (4,2% em média).  
Classificação alfandegária : A Nomenclatura Combinada da Comunidade Europeia (CE) integra a nomenclatura do Sistema Harmonizado (SH) e complementa-a com as suas próprias sub posições com um código de oito dígitos e as suas próprias Notas Legais criadas para efeitos da Comunidade.  
Procedimentos de importação: No caso de mercadorias com um valor inferior a 1000 kg ou a 1000 EUR, basta fazer uma declaração verbal e apresentar a respectiva factura na alfândega.
  Para valores superiores, necessário fazer uma declaração nos serviços alfandegários competentes:
  1) Uma declaração sucinta (manifesto aéreo ou marítimo) relacionando o tipo de bens.
  2) Uma declaração de direito consuetudinário (DAU, documento administrativo nico), assim como os documentos necessários para o respectivo Desalfandegamento.
  O impresso do DAU pode ser obtido junto das Câmaras de Comércio ou de uma gráfica autorizada. possível aceder a uma plataforma informatizada de despacho aduaneiro (SOFI: Sistema Informatizado de Transporte de Mercadorias Internacional) em estâncias aduaneiras ou em algumas Câmaras do Comércio.  

 

No caso de compras e entregas na Comunidade Europeia, a declaração de intercâmbio de bens (DEB) ou declaração Intratável deve ser enviada para os Serviços Alfandegários.

Organização do Transporte de Bens

Organização do transporte de bens da origem para o destino e vice-versa: O transporte de mercadorias (nacional e internacional) em França dominado pelo transporte rodoviário, com mais de 2 mil milhões de mercadorias transportadas todos os anos. O transporte rodoviário de mercadorias , acima de tudo, muito prático. Os projectos para colocar os camiões em comboios e reactivar a utilização de vias fluviais poderiam promover o desenvolvimento de uma forma de transporte alternativa rodoviária, mas o seu potencial permanece limitado.  

 

O transporte de mercadorias internacional, por outro lado, dominado pelo transporte marítimo. Este meio de transporte económico e a França tem um acesso fácil devido sua extensa costa marítima. Cinco dos quinze maiores portos europeus encontram-se em França; estão ligados entre si e servem os outros grandes centros europeus de consumo a Norte e a Sul, graças a uma extensa rede de companhias marítimas. Os portos constituem 85% do volume e 66% do valor do comércio internacional francês.

Empresas de transporte marítimo:
Empresas de transporte ferroviário:

Listas Comerciais Nacionais

Copyright © 2016 Export Entreprises SA, Inc. All Rights Reserved.
 Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico
ComentáriosAvaliações (0)
If you are a human, do not fill in this field.
Clique nas estrelas abaixo para avaliar este item
   Os comentários serão truncados para 1000 carácteres