Página Inicial  > France - Panorama
 Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico

Outras traduções

France - Panorama

Contents extracted from the comprehensive atlas of international trade by Export Entreprises

Introdução

Capital:: Paris
Área:: 552 km2
População total:: 64.768
Taxa de crescimento anual:: 0.58%
Densidade:: 112.17/km2
População urbana:: 77%
População de Paris (10.000), Marselha (1.500), Lyon (1.440), Lille (1.380), Nice (890), Toulouse (760), Bordeaux (750)
Língua oficial: Francs
Outras línguas faladas: Os idiomas regionais (Breto, Corso, Catalo, etc.) são apenas falados localmente e por uma minoria da população francesa.  
Língua de negócios: De acordo com o tipo de empresa contactada, a sua localização geográfica e o sector de actividade, pode ser difícil encontrar algum que fale inglês.  
Origens étnicas:: Uma mistura de povos celtas e latinos com minorias norte-africanas, africanas e asiticas.
Crenças: Católicos 62%, Protestantes 1%, Judeus 1%, Muçulmanos 6%, Sem religião 26%.  
Indicativos telefónicos:
Para fazer um telefonema de: 00
Para fazer um telefonema para: +33
Sufixo da Internet:: .fr
Tipo de governo::
  República, democracia parlamentar combinada com poder presidencial.  
Tipo de economia::
Economia de elevado rendimento; membro da OCDE; membro do G8
  O principal destino turístico mundial.  

Panorama Económico

  Desde 2005, a taxa de crescimento anual da economia francesa permaneceu, com dificuldade, em cerca de 2%, praticamente ao mesmo nível da inflação. No entanto, esta taxa diminuiu em 2008 para 0,7% devido crise financeira que afectou o país e estima-se que no haja praticamente qualquer crescimento em 2010.  

A França especialmente dinâmica na área do comércio estrangeiro e mais especificamente na exportacao de serviços. No entanto, o comércio estrangeiro está a ter cada vez mais dificuldade em suportar o crescimento do PIB. Da mesma forma, a perda de confiança por parte das famílias teve um impacto negativo no consumo.

Desde a sua eleição em 2007, o governo de Sarkozy realizou várias reformas estruturais para reduzir o défice do orçamento e manter a despesa pública controlada. Ao mesmo tempo, foram tomadas medidas para promover o emprego, o investimento e as exportações. O desemprego, o qual tinha alcançado uma taxa de 7,3% no terceiro trimestre de 2008, superou os 9% em 2009.

A crise financeira global mostrou que a França possui um sistema financeiro saudável e seguro. De facto, os bancos franceses operam no âmbito de um ambiente saudável, o que permitiu evitar o catastrófico efeito em cadeia ocorrido nos Estados Unidos.

Principais Indústrias

  A França a maior potência agrícola da União Europeia, sendo responsável por um quarto da respectiva produção agrícola total, e a segunda maior potência agrícola do mundo a seguir aos Estados Unidos. No entanto, o sector apenas representa uma parte muito pequena do PIB do país. O sector agrícola francês recebe subsídios significativos, especialmente da União Europeia. Trigo, milho, carne e vinho são os principais produtos agrícolas de França.  

A indústria fabril de França variada. No entanto, o país encontra-se a meio de um processo de desindustrialização, o que se traduz em inúmeras relocalizações. Os sectores industriais fundamentais em França são as telecomunicações, a electrónica, a indústria automóvel, a indústria aeroespacial e a indústria do armamento.

O sector terciário representa cerca de três quartos do PIB francês. A França o principal destino turístico mundial, recebendo mais de 75 milhões de turistas estrangeiros por ano.

Panorama Geral do Comércio Externo

  A França um dos principais países exportadores do mundo. O nível de exportações mantido sobretudo pelas indústrias aeronáutica e automóvel, mas o país regista um elevado défice comercial. As importações estão em rápido desenvolvimento, uma vez que a população francesa compra muitos produtos importados que são vendidos a preços relativamente baixos no mercado local, comparativamente com os produtos fabricados em França.  

No obstante os esforços do governo no sentido de favorecer a inovação (com o desenvolvimento de grupos competitivos e com a criação de créditos fiscais para Investigação e Desenvolvimento), as exportações francesas têm um valor acrescentado relativamente baixo. H poucas PME francesas em mercados que denotam um forte potencial para o desenvolvimento (tais como a China ou países da Europa de Leste), e estas continuam a sofrer as consequências de serem comparadas com as empresas alemãs, cujo potencial de exportacao amplamente explorado. Este conjunto de factores, aliado ao acentuado aumento dos preços do petróleo nos últimos anos, explica o elevado défice comercial da França, o qual dever agravar-se no decorrer dos próximos anos. Em 2009, o défice aumentou para mais de 47 mil milhões de euros, reflectindo um aumento significativo nas importações, incluindo abastecimentos de energia e compras industriais.

  Os principais parceiros comerciais da França são a União Europeia, os Estados Unidos da América e a China.

IDE

  A França encontra-se na terceira posição a nível mundial relativamente atraco de Investimento Directo Estrangeiro. Paris a segunda cidade do Mundo, a seguir a Tóquio, em termos de estabelecimento de sedes de multinacionais. Neste âmbito, conta com cerca de 500 sedes. Apesar disso, o país apresentou um declínio no investimento estrangeiro devido deterioração da situação económica internacional. Houve menos capital estrangeiro na economia em 2009.  

Tal como no resto do mundo, parece que a capacidade por parte da França para atrair IDE ir diminuir na sequência da crise financeira global. De facto, a França ir sofrer com a paralisia económica global ao receber um IDE significativamente inferior.

Copyright © 2016 Export Entreprises SA, Inc. All Rights Reserved.
 Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico
ComentáriosAvaliações (0)
If you are a human, do not fill in this field.
Clique nas estrelas abaixo para avaliar este item
   Os comentários serão truncados para 1000 carácteres