Página Inicial  > South Africa - Panorama
 Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico

Outras traduções

South Africa - Panorama

Contents extracted from the comprehensive atlas of international trade by Export Entreprises

Introdução

Capital:: Pretria
Área:: 1.219 km2
População total:: 49.109
Taxa de crescimento anual:: 0.97%
Densidade:: 39.40/km2
População urbana:: 60%
População de Joanesburgo (5.700), Joanesburgo (cidade) (3.200), Durban (3.100), Cidade do Cabo (2.900), Pretoria (2.000)  
Língua oficial: Africnder, inglês, ndebele, soto do norte, soto, swati, tsonga, tsuana, venda, xhosa, zulu.  
Outras línguas faladas: Fanagalo, hindi, soto, tsotsitaal, venda
Língua de negócios: Inglês e africnder. A publicidade nas línguas locais tem um maior alcance.  
Origens étnicas:: Africanos Negros 79,6%, Brancos (Italianos, Alemãs, Ingleses,.) 9,1%, Pessoas de Cor 8,9%, Indianos/Asiáticos 2,5%.
  Para mais informações, visite Estatsticas da Africa do Sul.
Crenças: Quase 80% da população segue a religião cristã. Pequenos segmentos da sociedade seguem o Hinduísmo, Islamismo, Judaísmo e crenças tradicionais africanas.  
Indicativos telefónicos:
Para fazer um telefonema de: 00
Para fazer um telefonema para: +27
Sufixo da Internet:: .za
Tipo de governo::
  A África do Sul um Estado federal republicano baseado na democracia parlamentar.  
Tipo de economia::
  Economia de médio-alto rendimento, Mercado Financeiro Emergente  
  O país mais rico de África; o produtor de ouro líder mundial.  

Panorama Económico

  A África do Sul o gigante económico do continente africano, contribuindo em cerca de 40% para o total do PIB africano. 75% das maiores empresas africanas so sul-africanas e do sector secundário. A taxa de crescimento abrandou no ano de 2008 devido aos prolongados cortes de energia e volatilidade da economia global. No entanto, o crescimento pode começar a recuperar a partir de 2009 com os preparativos para o Campeonato do Mundo de Futebol de 2010.  

A inflação excedeu os 8% durante o ano de 2008 antes de baixar durante 2009, uma vez que os preços dos alimentos e do petróleo desceram. O governo está sobretudo concentrado na construo de infra-estruturas, no apoio indústria, na melhoria das competências da população activa, na aceleração da reforma agrária e na redução do crime. No obstante, o desemprego, que afecta quase um terço da população activa do país, e a SIDA (que infecta quase 12% da população) são os principais motivos de preocupação para o desenvolvimento económico generalizado do país.

de notar a África do Sul sofreu uma taxa de desinteresse por parte dos investidores anormalmente elevada em 2009. As exportações líquidas de capitais foram superiores s importações.  Este facto levou a um aumento da procura do dólar e de outras divisas fortes, resultando na depreciação de um determinado número de divisas, incluindo o rand sul-africano.

Principais Indústrias

  A África do Sul possui um subsolo rico em recursos minerais. o maior produtor e exportador mundial de ouro e platina e o 5 maior produtor de diamantes. O pas produz 70% da platina mundial e possui também 60% das reservas mundiais de carvão.  

O país tem diversas indústrias de transformação e líder mundial em diversos sectores especializados, incluindo materiais ferroviários, combustíveis sintéticos e equipamento mineiro e maquinaria. O sector dos serviços está em florescimento (cerca de dois terços do PIB). A agricultura representa apenas uma pequena parte do PIB, mas emprega 30% da população activa do país. A África do Sul o 6 maior produtor de vinho do mundo.

A África do Sul possui uma sofisticada estrutura financeira com uma bolsa de valores activa que se classifica entre as primeiras 20 a nível mundial em termos de capitalização do mercado. No entanto, tem sido apontado que o rand enfraqueceu consideravelmente durante a crise financeira. Consequentemente, o governo sul-africano colocou fundos de apoio ao dispor das empresas para as proteger contra uma maior depreciação.

Panorama Geral do Comércio Externo

  A África do Sul um país muito aberto ao comércio internacional. A participação do comércio internacional no PIB do país excedeu os 64%, um aumento de cerca de 20% nos últimos 4 anos. Os três parceiros de topo da África do Sul são: os Estados Unidos, o Japão e a União Europeia. Porém, a balança comercial do país permanece em défice.  

IDE

  Sendo em larga medida uma economia de mercado livre, a África do Sul incentiva o investimento tanto no sector privado como no público. Os factores que atraem o IDE (Investimento Directo Estrangeiro) no país incluem uma forte demografia, o acesso a matérias-primas, um sistema regulamentar transparente e a estabilidade política.  

De acordo com o UNCTAD World Investment Report (Relatorio do Investimento Mundial da UNCTAD), a potencial atraco do investimento estrangeiro na África do Sul forte em comparação com outros países do mundo, mas os desempenhos são fracos em termos de atraco do IDE. Desde que a crise financeira global afectou o mundo em finais de 2008 e inícios de 2009, a África do Sul vive uma falta de investimento estrangeiro e a exportacao líquida de capitais superior ao rendimento.

Copyright © 2016 Export Entreprises SA, Inc. All Rights Reserved.
 Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico
ComentáriosAvaliações (0)
If you are a human, do not fill in this field.
Clique nas estrelas abaixo para avaliar este item
   Os comentários serão truncados para 1000 carácteres