Página Inicial  > Thailand - Panorama
 Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico

Outras traduções

Thailand - Panorama

Contents extracted from the comprehensive atlas of international trade by Export Entreprises

Introdução

Capital:: Banguecoque
Área:: 513 km2
População total:: 66.405
Taxa de crescimento anual:: 0.61%
Densidade:: 124.94/km2
População urbana:: 33%
População de Banguecoque (8.750), Samut Prakan (390), Nonthanburi (300), Udon Thani (250), Nakhon Ratchasima (210)
Língua oficial: Tailandês  
Outras línguas faladas: O inglês uma segunda língua ensinada na maioria das escolas. No entanto, pode ser difícil encontrar pessoas que falem inglês, uma vez que apenas 28% da população completou o ensino secundário. O chinês também usado com regularidade.  
Língua de negócios: Tailandês e inglês.  
Origens étnicas:: Cerca de 75% da população está classificada como tailandesa; o país tem uma composição técnica complexa. Os tailandeses em si variam consideravelmente, sendo que os da planície central diferem marcadamente em termos de cultura e de idioma dos do norte e nordeste, conhecidos como Laço. Muitos tailandeses possuem ascendência chinesa e os chineses constituem o maior grupo minoritário do país (14%).  
Crenças: 95% dos tailandeses são Budistas da tradição Theravada. Os Muçulmanos são o segundo maior grupo religioso, com 4,5%. As províncias mais a sul da Tailândia - Pattani, Yala, Narathiwat e parte de Songkhla Chumphon têm maiorias populacionais muçulmanas, compostas por etnias tailandesas e malaias. Os muçulmanos vivem na sua maioria em comunidades parte dos no muçulmanos.  
Indicativos telefónicos:
Para fazer um telefonema de: 001
Para fazer um telefonema para: +66
Sufixo da Internet:: .th
Tipo de governo::
  A Tailândia um reino. uma monarquia constitucional assente numa democracia parlamentar.  
Tipo de economia::
  A Tailândia um Mercado Financeiro Emergente, com uma economia de rendimentos baixos a médios. Com uma infra-estrutura bem desenvolvida, tema economia empresarial livre e políticas pré-investimento (no geral); a Tailândia recuperou da Crise Financeira Asiática de 1997-98. O país um dos países com melhor desempenho do Sudeste Asiático. Impulsionado pelo forte crescimento das exportações, a economia tailandesa cresceu 4,5% em 2007. Banguecoque firmou acordos de comércio preferencial com diversos parceiros num esforço para impulsionar as exportações e manter uma taxa de crescimento elevada.  
  A Tailândia uma economia baseada na produção agro-alimentar e nas exportações, no turismo e na produção automóvel e de produtos electrónicos. A produção orientada para a exportacao - particularmente no sector automóvel e outras áreas de produção - e os produtos agrícolas estão a impulsionar os ganhos na exportacao.  

Panorama Económico

  A Tailândia a segunda maior economia do Sudeste Asiático (atrás da Indonésia) e a 4 não mais rica, de acordo com o PIB per capita, atrás da Singapura, Brunei e Malásia. Funciona como economia âncora dos países vizinhos em desenvolvimento como o Laos, Burma e o Cambodja.  

No seguimento da crise económica internacional em 2009, a Tailândia teve a sua primeira redução permanente do crescimento do PIB nos últimos dez anos. O consumo doméstico caiu ligeiramente. Há uma redução do investimento privado enquanto os investidores aguardam a clarificação das políticas nacionais. No entanto, vários sectores industriais começaram a recuperar, mas o preço dos produtos agrícolas e no sector do turismo ainda estão em queda.

Em 2009, a economia tailandesa continuou em recesso (iniciada em 2008) com expectativas de recuperação em 2010 devido ao investimento público, um factor vital para o crescimento nos próximos anos. Nos últimos meses, a inflação diminuiu consideravelmente devido redução dos preços da energia. No respeitante ao desempenho dos bancos tailandeses, o FMI prevê uma elevada capitalização enquanto os números das dívidas malparadas continuam a descer, depois de um pico durante a crise económica que assolou a Tailândia em 1997. O país activou recentemente um plano de recuperação apelidado "Tailândia: Investir para ser mais forte". Este plano, que se estenderia até 2012 com um orçamento de aproximadamente 30 mil milhões de euros, deveria permitir a criação de 1,5 milhões de empregos e estimular o consumo privado. A Tailândia também pode beneficiar da sua localização geográfica, entre a China e a Índia, de cujos mercados se espera um estímulo para a economia mundial no futuro. Contudo, a instabilidade política no país representa uma fonte de preocupação para a implementação dos planos de recuperação antecipados.

Principais Indústrias

  A economia tailandesa fortemente baseada na agricultura, que contribui para cerca de 10% do PIB e emprega cerca de 40% da população activa. O país um dos principais produtores e exportadores de arroz, tendo a borracha, o açúcar, o milho, a juta, o algodão e o tabaco como principais culturas. A pesca uma importante actividade, uma vez que a Tailândia um grande exportador de camarão de viveiro. No entanto, a contribuição da agricultura para o PIB diminuiu relativamente, enquanto a exportacao de produtos e serviços aumentou.  

 

O sector fabril contabiliza apenas metade do PIB e muito diversificado. As principais indústrias tailandesas são a electrónica, ao e automóvel. A Tailândia um centro de montagem de marcas automóveis internacionais. Os componentes eléctricos e os electrodomésticos, computadores, produção de cimento, mobiliário e produtos de plástico são sectores importantes. O sector têxtil emprega cerca de 25% da população activa, mas já no to dinâmico como o turismo, que se tornou a principal fonte de divisa estrangeira.

O sector terciário, incluindo o turismo e os serviços financeiros, contribui para cerca de metade do PIB.

Panorama Geral do Comércio Externo

  A Tailândia uma economia emergente, muito dependente das exportações, que contabilizam mais de dois terços do PIB. A Tailândia muito aberta ao comércio internacional e um membro activo da ASEAN. Os três principais parceiros de exportacao do país são: os Estados Unidos, o Japão e a China. As principais mercadorias exportadas são equipamentos eléctricos e electrónicos, maquinaria, veículos, borracha e plástico. Os três principais parceiros de importação são: o Japão, a China e os Estados Unidos. A Tailândia importa maioritariamente equipamento eléctrico e electrónico, combustíveis minerais e petróleo, maquinaria, ferro e ao, e plástico. Em 2008, a Tailândia apresentou um excedente comercial. No entanto, devido crise económica internacional, as exportações caíram 2 números desde o início de 2009.  

IDE

  O investimento directo no estrangeiro tem sido um elemento importante do processo de desenvolvimento da Tailândia. O elevado influxo de dívida estrangeira após a liberalização financeira da Tailândia em 1990 ajudou a aumentar a competitividade do país. No contexto da recesso e da recuperação relativamente lenta que sucedeu crise de 1997, o papel do IDE tornou-se ainda mais crucial na ajuda recapitalização das indústrias afectadas, trazendo novas tecnologias, gerando e salvando empregos, ajudando com reformas de políticas e desempenhando um papel importante na abordagem dos desafios da pobreza e das desigualdades sociais. A Tailândia estava entre os primeiros destinos de IDE e ocupava o segundo lugar da ASEAN (Associação de Nações do Sudeste Asiático), a seguir Singapura em 2007, em termos de atractividade de investimento estrangeiro. No entanto, em 2008, de acordo com o Relatório de Investimento Mundial das Nações Unidas, o influxo de Investimento Directo Estrangeiro (IDE) caiu 10% devido crise financeira nos EUA e ao abrandamento da economia global. Esta deterioração piorou em 2009, reforçada pela crise mundial e pelas incertezas políticas que assombram o país.  
Copyright © 2016 Export Entreprises SA, Inc. All Rights Reserved.
 Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico
ComentáriosAvaliações (0)
If you are a human, do not fill in this field.
Clique nas estrelas abaixo para avaliar este item
   Os comentários serão truncados para 1000 carácteres