Página Inicial  > Venezuela - Panorama
 Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico

Outras traduções

Venezuela - Panorama

Contents extracted from the comprehensive atlas of international trade by Export Entreprises

Introdução

Capital:: Caracas
Área:: 912 km2
População total:: 27.223
Taxa de crescimento anual:: 1.66%
Densidade:: 31.16/km2
População urbana:: 93%
População de Caracas (4.950), Maracaibo (2.325), Valencia (1.970), Barquisimeto (1.240), Ciudad Guayana (750)
Língua oficial: Espanhol.
Outras línguas faladas: As línguas inglesa, francesa, alem e portuguesa também são faladas por algumas partes da população.
Língua de negócios: Embora a língua inglesa possa ser usada, vivamente recomendável saber falar espanhol. A maioria da população no fala inglês e todos os documentos oficiais deverão ser redigidos em espanhol.
Origens étnicas:: A população tem origens nos povos espanhol, português, italiano, alemão, africano e nativo. População de origens étnicas mistas: 67%, população caucasiana: 21%, população de origem africana: 10%, população nativa: 2%.
Crenças: Católicos 96%, Protestantes 2%, Outros 2%.
Indicativos telefónicos:
Para fazer um telefonema de: 00
Para fazer um telefonema para: +58
Sufixo da Internet:: .ve
Tipo de governo::
República Bolivariana Estado federal baseado numa democracia parlamentar.
Tipo de economia::
Economia de rendimentos médios-altos
Uma economia de "meios independentes".

Panorama Económico

A economia da Venezuela foi fortemente afectada pela crise económica mundial. O crescimento do PIB passou a negativo em 2009. No entanto, o país possui recursos petrolíferos suficientes que lhe permitiram continuar as suas operações comerciais com o resto do mundo, principalmente com os Estados Unidos. Por essa razão, o país depende muito da flutuação do preço do petróleo.  

O governo imprimiu maior ênfase na redistribuição dos lucros derivados do petróleo nas áreas da saúde, da educação e das infra-estruturas. igualmente uma prioridade para a Venezuela estabelecer uma organização regional forte centrada na cooperação económica, política e social. Nestes tempos de crise, o país decidiu suspender todas as despesas desnecessárias.

 

A riqueza do país está desigualmente distribuída pela população. A taxa de desemprego atingiu os 7% em 2008 e cerca de 40% da população vive abaixo do limiar de pobreza.

Principais Indústrias

Em 2008, o sector agrícola contribuiu em 4% para o PIB e empregou cerca de 11% da população activa. Os principais produtos agrícolas do país são: milho, trigo, soja, cana-de-açúcar, algodão, bananas, legumes, café, carne de porco e de vaca, leite, ovos e peixe. A Venezuela beneficia de importantes recursos naturais: petróleo, gás, minas de ouro e de prata, bauxite e diamantes.  

O sector industrial representa mais de 50% do PIB e emprega cerca de 20% da população. As principais actividades industriais são o petróleo (controlado por uma empresa estatal, o petróleo representa a principal fonte de riqueza natural do país), materiais de construo, produtos alimentares, têxteis, ferro, ao, alumínio e montagem de automóveis.

O sector dos serviços representa pouco menos de 40% do PIB e emprega 70% da população activa.

Panorama Geral do Comércio Externo

A percentagem de comércio estrangeiro representa cerca de 50% do PIB. O país está a tentar, acima de tudo, melhorar e aumentar as suas relações comerciais com a zona da América Latina, a UE e a China.  

A Venezuela exporta petróleo, ferro, bauxite e alumínio, produtos agrícolas, semiprodutos, veículos e produtos químicos. As suas exportações representaram 94,5 mil milhões de dólares americanos em 2008. Os seus principais parceiros em termos de exportações são:  os Estados Unidos, as índias Ocidentais e a China.

O país importa produtos manufacturados e de luxo, maquinaria, equipamento de transporte, materiais de construo e produtos farmacêuticos. As importações representam 41,1 mil milhões de dólares americanos. Os seus principais parceiros em termos de importações são: os Estados Unidos, a Colômbia, o Brasil, a China e o México.

IDE

Durante o período de crise política e económica, de 2000 a 2004, o país assistiu a uma importante fuga de capitais. Com as nacionalizações levadas a cabo nas áreas do petróleo, telecomunicações e electricidade, muitos investidores saram do país. Em 2006, os investimentos em outras áreas além do petróleo diminuíram drasticamente, descendo de cerca de 914 milhões para 93 milhões de dólares americanos. Desde então, a Venezuela tem tentado manter uma política regional e revolucionária mista, tentando no fechar as portas aos investidores estrangeiros, dos quais o país precisa imperativamente. Em 2007, o IDE representou 24% do PIB. De acordo com a UNCTAD, o país ocupa a 124 posição de 141 em termos de atractividade do país para IDE.
Copyright © 2016 Export Entreprises SA, Inc. All Rights Reserved.
 Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico
ComentáriosAvaliações (0)
If you are a human, do not fill in this field.
Clique nas estrelas abaixo para avaliar este item
   Os comentários serão truncados para 1000 carácteres