Página Inicial  > Belarus - Panorama
 Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico

Outras traduções

Belarus - Panorama

Contents extracted from the comprehensive atlas of international trade by Export Entreprises

Introdução

Capital:: Minsk
Área:: 208 km2
População total:: 9.613
Taxa de crescimento anual:: -0.31%
Densidade:: 46.76/km2
População urbana:: 73%
População de Minsk (1.790), Gomel (481), Maguilev (370), Vitebsk (340), Grodna (320)
Língua oficial: Russo e bielorrusso, que so falados por 80% da população.  
Outras línguas faladas: importante notar que também se falam outras línguas no país, como o polaco, o ucraniano, o lituano e o idiche.  
Língua de negócios: O russo, falado fluentemente, e o inglês, muito falado nas empresas com actividade internacional.  
Origens étnicas:: Bielorrussos 81,2%, Russos 11,4%, Polacos 3.9%, Ucranianos 2,4%, outros 1,1% (censo de 1999)
Crenças: Ortodoxos 86%, Católicos 5%, Judeus 5%, Outros 4%.  
Indicativos telefónicos:
Para fazer um telefonema de: 810
Para fazer um telefonema para: +375
Sufixo da Internet:: .by
Tipo de governo::
  República baseada numa democracia parlamentar, mas actualmente uma ditadura em que o Presidente detém imenso poder.  
Tipo de economia::
  Economia de médio-baixo rendimento, país de transição  
  Inteiramente dependente do seu comércio com a Rússia. Rota de trânsito importante para o fornecimento de gás russo a algumas partes da Europa.  

Panorama Económico

  Ainda hoje, a economia bielorrussa mantém-se uma economia em transição, herdeira do antigo bloco soviético. Apôs a sua independência em 1991, a Bielorrússia adoptou lentamente reformas na economia de mercado e, em particular, inúmeras privatizações. No entanto, o país manteve sempre relações estreitas com a Rússia. O governo tem voltado a nacionalizar uma série de empresas privadas, desde 2005, e há cada vez mais pressão governamental na arena empresarial: alterações arbitrárias na legislação, diversas inspecções, prisões de empresários e de donos de fábricas.  

 

O crescimento do PIB foi forte nos últimos anos, atingindo uma taxa de 7% em 2007. A Bielorrússia obtém gás e petróleo a um preço reduzido e o seu crescimento advêm largamente da reexportação do petróleo russo ao preço de mercado. O comércio com a Rússia, de longe o seu parceiro mais importante, diminuiu em 2007. A Rússia introduziu um imposto aduaneiro sobre os produtos petrolíferos exportados para a Bielorrússia. A Rússia aumentou também o preço do gás de USD 47 por metro cúbico para os USD 100 em 2007 e espera vende-lo ao preço de mercado em 2011. A recente política russa de aumentar os preços da energia bielorrussa para os níveis do mercado mundial dever abrandar o crescimento económico da Bielorrússia nos próximos anos.

Foram implementadas algumas decisões políticas, nomeadamente o estabelecimento de medidas fiscais para melhorar a eficiência energética e a diversificação das exportações. No entanto, o empréstimo foi o principal mecanismo usado pelo governo nos últimos anos para limitar a crescente pressão na economia. A Bielorrússia foi afectada pela crise económica global e, apesar de o país ter quebrado todas as ligações com o FMI em 2004, procurou obter um empréstimo no final de 2008. Assim, a Bielorrússia obteve uma ajuda no valor de 2,5 mil milhões de dólares para lidar com os efeitos da crise.

Principais Indústrias

  A agricultura contribui em cerca de 10% do PIB do país.
  As principais indústrias da Bielorrússia são as ferramentas eléctricas, equipamento agrícola, fertilizantes, produtos químicos, materiais de construo pré-fabricados, veículos motorizados, motociclos, têxteis, roscas e alguns produtos de consumo (tais como frigoríficos, relógios, televisores e rádios).
  O sector terciário contribui com cerca de 50% do PIB.  

Panorama Geral do Comércio Externo

  Entre Janeiro e Junho de 2008, o comércio externo de bens da Bielorrússia aumentou cerca de 60%, em comparação com Janeiro-Junho de 2007, e atingiu mais de 36 mil milhões de dólares americanos. A exportacao de bens aumentou até cerca de 62%, atingindo os 17,3 mil milhões de dólares. No entanto, esta tendência no se manteve em 2009 devido redução da procura global. No que concerne as importações, estas aumentaram 55% para cerca dos 20 mil milhões de dólares.
  A balança comercial bielorrussa continua altamente negativa, principalmente devido ao aumento do preço do petróleo vendido pela Rússia. A Rússia mantém-se o principal parceiro comercial da Bielorrússia.   

IDE

  O influxo de capital estrangeiro aumentou nos últimos anos. Entraram mais de 5 mil milhões de dólares em investimentos estrangeiros entre 2003 e 2005 e 1,8 mil milhões apenas em 2005. Porém, o fluxo de IDE caiu em 2008-2009 devido crise económica internacional, por um lado, e forte dependência da Rússia, por outro lado. Estão presentes na Bielorrússia cerca de 3000 empresas fundadas com o envolvimento dos investidores de 77 países. Os cinco maiores investidores da Bielorrússia são a Rússia, a Sua, a Áustria, a Alemanha e a Letónia. Os sectores mais atractivos para os investidores estrangeiros são a construo e a metalurgia, os bens de consumo, os produtos químicos e electroquímico, a madeira, o transporte e o sector médico.  
Copyright © 2016 Export Entreprises SA, Inc. All Rights Reserved.
 Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico
ComentáriosAvaliações (0)
If you are a human, do not fill in this field.
Clique nas estrelas abaixo para avaliar este item
   Os comentários serão truncados para 1000 carácteres