Página Inicial  > Pakistan - Panorama
 Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico

Outras traduções

Pakistan - Panorama

Contents extracted from the comprehensive atlas of international trade by Export Entreprises

Introdução

Capital:: Islamabad
Área:: 796 km2
População total:: 177.277
Taxa de crescimento anual:: 2.16%
Densidade:: 210.77/km2
População urbana:: 36%
População de Karachi (15.700), Lahore (8.300), Faisalabad (2.000), Rawalpindi (3.100), Multan (1.800)
Língua oficial: Urdu, Inglês  
Outras línguas faladas: Punjabi (falado por 48% da populao), Sindhi (12%), Siraiki [uma variante do Punjabi] (10%), Pashtu (8%), Balochi (3%), Hindko (2%), Brahui (1%), Burushaski e outros (8%)
Língua de negócios:

Praticamente toda a correspondência comercial lavrada em Inglês, embora o Urdu seja por vezes utilizado por empresas locais.

  Nas cidades e áreas urbanas paquistanesas, a maioria das pessoas falam e compreendem o inglês. No entanto, em áreas rurais pode ser necessário um intérprete.  
Origens étnicas:: Punjabi 48%, Pashtun (Pathan) 15,42%, Sindhi 14,1%, Sariaki 8,38%, Muhaigirs 7,57%, Urdu 7,6%, Balochi 3,57%, Outros 6,28%.
Crenças: Religião Oficial: islamismo  

Muçulmanos 97% (Sunni 77%, Shi'a 20%), Outros (incluindo Cristãos e Hindus) 3%.

Indicativos telefónicos:
Para fazer um telefonema de: 00
Para fazer um telefonema para: +92
Sufixo da Internet:: .pk
Tipo de governo::
  República Federal Islâmica, baseada em democracia parlamentar.  
Tipo de economia::
Economia de baixo rendimento, economia emergente, país subdesenvolvido.
  A agricultura o principal sector de actividade; a economia depende fortemente da indústria têxtil e do algodão.  

Panorama Económico

  A taxa de crescimento do PIB manteve-se positiva, no obstante a crise económica internacional, graças aos resultados positivos do sector agrícola.  

 

Nos últimos anos, o governo levou a cabo reformas macroeconómicas significativas, entre estas a privatização dos serviços subsidiados pelo Estado, a instituição de uma lei anti-branqueamento de capitais, o aumento da severidade das penas contra a pirataria de propriedade intelectual e a resolução rápida de litígios entre investidores. Na vertente do combate ao terrorismo, o país recebeu uma ajuda financeira significativa dos Estados Unidos, um factor importante para o crescimento e estabilidade da economia. Contudo, ao terminarem os últimos pagamentos em Outubro, o Paquistão solicitou ajuda ao FMI em Novembro e adoptou um plano de estabilização cujos resultados são limitados. A despeito de uma ligeira melhoria, o país continua a enfrentar diversas dificuldades: o abrandamento da economia, o défice orçamental e o aumento insuficiente das receitas fiscais. Os elevados preços por barril do petróleo internacional, a inflação, os preços das matérias-primas, o défice da balança de pagamentos e a insegurança e incerteza políticas continuam a ser as principais ameaças da economia.

Os principais indicadores do país estão em situação deficitária. Aproximadamente 30% da população vive abaixo do limiar da pobreza. O nível de desemprego está estimado em cerca de 7,5% e o nível de subemprego muito elevado. A esperança de vida de apenas 64 anos de idade e apenas 55% da população alfabetizada. A pobreza extrema e o subdesenvolvimento são problemas graves no Paquistão, em particular nas áreas rurais.

Principais Indústrias

  O sector agrícola o principal pilar da economia paquistanesa. Este contribui com cerca de 22% do PIB e emprega cerca de 42% da população activa. O trigo, arroz, algodão, cana de açúcar, frutas, legumes e tabaco são as principais culturas. A exploração pecuária também muito importante. O Paquistão o quarto maior produtor de algodão do mundo e tem recursos naturais abundantes, especialmente cobre, petróleo e gás.   

 

O sector industrial contribui com cerca de 25% do PIB. As principais indústrias são a produção de têxteis (a maior receita de moeda estrangeira), refinação de petróleo, processamento de metais e a produção de cimento e fertilizantes. O transporte marítimo também uma actividade relevante.

O sector terciário contribui com cerca de metade do PIB. As remessas de paquistaneses que trabalham no estrangeiro são consideradas uma bno para o país.

Panorama Geral do Comércio Externo

  Apesar das suas dificuldades económicas e políticas, o Paquistão tem tomado medidas para liberalizar o seu comércio e investimentos no contexto de compromissos efectuados com a OMC, o FMI e o Banco Mundial. A percentagem de comércio externo no PIB do país de cerca de 35%. A queda da procura global resultou num défice comercial elevado.  

 

No ano orçamental de 2008/09, o volume de comércio baixou 9%. Após terem praticamente duplicado entre 2001/02 e 2007/08, as exportações paquistanesas sofreram uma redução de 6% em 2008/09 face ao mesmo período do ano anterior. As importações, as quais triplicaram entre 2003 e 2008, caíram 10,5% em 2008/09 face a 2007/08. A queda das importações resultou numa redução de 17% do défice comercial em 2008/09 face a 2007/08.

Os três principais clientes do Paquistão são os Estados Unidos, os Emiratos árabes Unidos e o Afeganistão. Os principais produtos de exportacao são o algodão, os têxteis, o vestuário e os cereais. Os seus três parceiros de importações são a Arábia Saudita, os Emiratos árabes Unidos e a China. O Paquistão importa essencialmente combustíveis, petróleo, veículos, ferro e ao.

IDE

O IDE aumentou em 1,3% durante os primeiros 7 meses do ano orçamental de 2008/09, sendo o sector das telecomunicações o principal beneficiário do IDE no Paquistão, seguido dos sectores financeiro e energético. Contudo, o influxo de IDE permanece muito reduzido devido a diversos factores: falta de segurança, instabilidade política, deficitária das infra-estruturas, a ausência de respeito pelos direitos intelectuais, a gesto arbitrária das leis e regulamentos, a oposição do governo, a nível federal e provincial, abertura da economia.

 

De acordo com o relatório da UNCTAD sobre investimentos mundiais, o potencial de atraco do Paquistão para investimentos inferior ao da sua vizinha índia, mas está em paridade com o Sri Lanka e o Bangladesh. No entanto, o desempenho em termos de influxos concretos de IDE fraco.

Copyright © 2016 Export Entreprises SA, Inc. All Rights Reserved.
 Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico
ComentáriosAvaliações (0)
If you are a human, do not fill in this field.
Clique nas estrelas abaixo para avaliar este item
   Os comentários serão truncados para 1000 carácteres