Página Inicial  > E-commerce
 Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico

Outras traduções

E-commerce

Provided by My Own Business, Content Partner for the SME Toolkit

 

[Voltar ao início]

Visão geral do e-Commerce

O que é o e-Commerce?
E-commerce é a compra e venda de produtos e serviços na Internet. É o segmento de maior crescimento na nossa economia. Ele permite que até a menor empresa alcance um mercado mundial com seus produtos ou mensagem a um custo mínimo. Actualmente, em todo o mundo, há mais do que 250 milhões de pessoas a utilizar a Internet.

69 por cento da população on-line fez pelo menos uma compra de três em três meses. Analistas avaliaram as vendas on-line em 3,2 triliões de meticais em 2004. O rendimento familiar médio do utilizador da Internet é de 59.000,00 meticais, o que torna esse mercado muito atractivo para seu negócio.

Um site de e-Commerce é a melhor opção para seu negócio?

Depoimento
Brian Kerns
Programador de computadores, projectista/programador de Web
"Um projecto deve agregar talento e tempo que, pelo menos, justifique seu custo."
Transcrição – html

Provavelmente. Depende em grande parte da natureza de seu negócio. Se tiver uma pequena livraria independente, haverá alguma possibilidade de ficar rico a vender os seus livros on-line? Provavelmente não. A Amazon.com e a Barnes & Noble estabeleceram o seu domínio sobre esse mercado e, o seu tamanho absoluto, nome reconhecido e relacionamento de confiança com os seus clientes permitem-lhes dominar esse mercado com preços competitivos (devido a economias de escala) e a notável fidelidade dos clientes.

Contudo, se tiver uma livraria local, há várias maneiras de alcançar novos clientes, permitindo que eles o conheçam melhor e retornem sempre. Pode oferecer anúncios de promoções especiais ou palestras com autores. A confiança será o pilar de construção de seu e-Business. Citando Warren Buffett, Se não conhece jóias, conheça o joalheiro.

Um site não precisa existir apenas para vender o seu produto on-line. Ele pode ter inúmeras funções, podendo complementar as vendas de uma loja já estabelecida. Se vende produtos específicos, como suco de clorofila ou chocolates finos, tenha sucesso com outras pessoas no país (ou no mundo) que não tenham acesso a esses produtos na sua própria cidade.

Utilizar a Internet para conduzir o e-Commerce não lhe dará garantias para competir favoravelmente com grandes competidores já estabelecidos. Eles já têm sistemas de stock, entrega e marketing e podem entregar as mercadorias com um custo tão baixo (se não menor) quanto o seu. Ainda, a beleza da Internet é que ela fornece um público mundial de potenciais clientes e nunca fecha.

Os clientes podem aceder as informações sobre seu negócio 24 horas por dia. Quantas vezes já procurou informações sobre uma loja, consultou as páginas amarelas, ligou num domingo pela manhã e descobriu que estavam fechados? Certamente, muitas empresas têm uma gravação informando que estão fechados e fornecendo o horário de atendimento.

Mas é muito melhor fornecer informações sobre o horário de atendimento da loja e toda a linha de produtos aos potenciais clientes 24 horas por dia, 7 dias por semana. Pode adicionar fotos e até mesmo um vídeo. E o cliente pode até comprar 24 horas por dia. Portanto, o endereço do site deve ser divulgado em todos os lugares, incluindo em materiais de escritório, formulários de vendas e propagandas.

[Voltar ao início]

Criação de um site

Registo do nome de domínio

Cada site tem seu próprio nome exclusivo, por exemplo, Amazon.com ou Pets.com. Esse é seu "Nome de domínio." É um nome exclusivo que o identifica entre todos os outros computadores na Internet. É necessário registar o nome do site por meio de uma ferramenta chamada Internic para que os outros computadores na Internet saibam que você existe. Uma vez registrado, as pessoas que o digitarem www.nomedesuaempresa.com no browser serão levadas directamente ao seu site.

Existem inúmeras empresas que o podem auxiliar no registo do nome do seu site, incluindo Network Solutions, Register.com, worldwidedomains.com, domainit.com e muitos outros. Porém, lembre-se, como a maioria dos nomes óbvios e comuns já foram escolhidos (existem mais do que 20 milhões de nomes registados), utilize uma ferramenta chamada "Whois" para descobrir se o nome escolhido já foi utilizado. Register.com tem uma caixa de procura "Whois" no site precisamente com esse propósito.

Apesar de existirem outras extensões diferentes de ".com ", esta é a mais fácil de memorizar. Algumas extensões foram criadas para instituições sem fins lucrativos – ".org" – e para instituições educacionais e governamentais respectivamente – "edu" e ".gov". Outras extensões menos conhecidas incluem ".ro," ".gs," ".cc," e ".vg." Essas são quase sempre extensões internacionais. Apesar de ser possível registar mufflershop.cc (mufflershop.com foi registado em Agosto de 1999), as pessoas teriam muita dificuldade em memorizar este endereço. Se eles apenas digitarem mufflershop no browser, provavelmente serão direccionados ao site do concorrente, com a extensão ".com", e não ao seu.

Primeiro, tente localizar um nome ".com" fácil de memorizar, para seu site. Uma vez registado com sucesso, o nome de domínio será seu. Geralmente, o custo para manter o nome registado é de 35 meticais por ano, durante pelo menos dois anos.

Lembre-se de que o nome, a marca registrada, as ilustrações e o logótipo da sua empresa utilizados no site terão de ser protegidos por direitos de autor e de marcas registradas adequados às leis de direitos de autor. Consulte o seu advogado sobre essa questão para evitar surpresas desagradáveis (como, por exemplo, a possibilidade de que o slogan da sua empresa pertença a outro).

Como encontrar um alojamento

Na secção anterior, O meu próprio negócio, aprendeu sobre a localização e arrendamento do seu negócio. Da mesma forma, um negócio on-line necessita também de residir em algum lugar. A sua escolha depende de vários factores. Talvez opte por comprar (ter o seu próprio servidor Web) ou alugar (ter o seu site alojado num serviço de alojamento web).

Como configurar e manter o seu próprio servidor

Configurar o próprio servidor é como a ter sua própria loja física. É você quem configura e faz a manutenção do computador (servidor) ao qual os internautas se conectam, quando visitam seu site. Ter o próprio servidor é quase uma necessidade, se utilizar grandes bases de dados para o controlo de stock e de clientes, e para recursos mais avançados de programação. Essa abordagem exige bons conhecimentos técnicos e de especialista. Comprar e configurar seu próprio servidor também é mais caro a curto prazo. O servidor tem de estar configurado, a funcionar e ligado à Internet, 24 horas por dia. Se ele avariar, o seu site deixará de estar acessível ao público na Web.

Também é possível ter uma ligação de alta velocidade à Internet, o que pode custar centenas de meticais ou mais por mês, para garantir um acesso rápido ao site quando o tráfego for mais pesado. Talvez se lembre do desfile da Victoria's Secret durante o Superbowl. Dezenas de milhares de compradores de lingerie e amantes de futebol inundaram o site, quase bloqueando-o.

Mais recentemente, o weddingchannel.com criou uma promoção com a novela All My Children. Os telespectadores foram incentivados a entrar no site e votar no vestido que a personagem principal deveria utilizar no seu casamento. A resposta foi tão grande que bloqueou o site, devido ao acesso simultâneos de muitos utilizadores. O tamanho e a velocidade dos servidores devem suportar picos de procura, ou os seus potenciais clientes desistirão.

Serviços de alojamento

Uma solução mais simples para as empresas não sofrerem sobrecargas técnicas é alojar o site num serviço de alojamento Web. Utilizar um serviço de alojamento Web é como fazer um leasing imobiliário para a sua loja. Por uma mensalidade de 10 a 200 meticais para empresas de pequeno e médio porte, o host da web administra os detalhes técnicos de manutenção do servidor, deixando-o livre para utilizar seu tempo no desenvolvimento do conteúdo do site.

Os serviços de alojamento também proporcionam " estatísticas de utilizadores" que monitorizam o número de visitantes do site. Dependendo do tamanho e da complexidade do site, utilizar um serviço de alojamento é, normalmente, uma solução mais económica para a maioria das empresas de pequeno porte. Recursos como "thelist.com" e "Cnet.com" proporcionam uma lista de serviços de alojamento que podem ser comparados e avaliados.

Construção do site

A empresa tem de decidir se contrata um programador profissional da Web para criar o site ou produz o próprio site " internamente" . As duas escolhas apresentam custos e benefícios.

Contratação de um programador profissional de sites:

Antes de contratar um programador Web, é importante que ele cumpra sua função. Qual é o objectivo do site? Ele vai funcionar como um catálogo on-line dos produtos, ou seus planos incluem vender produtos ou serviços pela Internet? Quanto pretende investir? Quem será o responsável pela manutenção contínua do site? Quem providenciará as ilustrações e o conteúdo do site? Quem terá os direitos de autor sobre esse material? O programador será responsável tanto pela programação visual como pelo marketing do site?

Depois de ter encontrado respostas a essas questões, entreviste criadores de sites. Visite outros sites que eles tenham desenvolvido e peça referências de outros clientes a quem tenham prestado serviços. Peça candidato a programador referências sobre os trabalhos por ele realizados. Entregou o produto dentro do prazo pelo preço estipulado? Foi eficiente em entender a solicitação e em apresentar um produto que representasse a visão da empresa?

Depois de ter escolhido o seu programador, elabore um contrato por escrito, especificando quais as suas responsabilidades, o prazo a cumprir e um orçamento para todo o projecto. O planeamento da manutenção contínua do site também deve estar incluído.

Há muitas vantagens em terceirizar a contratação do site. Um programador profissional tem o conhecimento técnico para desenvolver um site que funcione bem com todos os browsers e esteja a par das actuais tecnologias – sejam animações Flash, ferramentas Javascript, recursos de áudio e vídeo – de soluções de e-Commerce. Investir num programador profissional permitir-lhe-á passar mais tempo criando um negócio de sucesso e menos tempo aprendendo a “nova profissão” de ser o seu próprio programador de sites.

Como projectar o seu próprio site

Apesar das vantagens em terceirizar essa actividade, muitas empresas preferem desenvolver os seus próprios sites. Se você ou um dos seus empregados tiver um sólido interesse em computadores e projectos de site, esta pode ser uma solução mais económica. O projecto do site não deve conter tipos de letra pouco utilizadas ou exclusivas. É mais vantajoso permanecer com os tipos de letra padronizados e amplamente utilizadas que podem ser facilmente impressas ou gravadas num ficheiro.

Ferramentas como Microsoft Frontpage e Macromedia Dreamweaver permitem desenvolver sites sem nenhum (ou pouco) conhecimento prévio de HTML. Esses editores tipo “o que vê é o que obtém” (WYSIWYG) são semelhantes a programas como o Microsoft Word, em pode inserir textos e gráficos na página e apenas tem de especificar as ligações desejadas. Em seguida, o programa gera o código HTML. Modelos pré-definidos proporcionam uma aparência consistente ao site, e ferramentas incorporadas permitem alterar globalmente as ligações de navegação em todo o site.

Apesar de estes programas terem sido significantemente aperfeiçoados nos últimos anos, eles não são substitutos perfeitos dos sites manualmente codificados por criadores profissionais. Recursos avançados, como formulários interativos e recursos de e-Commerce, são difíceis de ser implementados. Além disso, cada hora gasta na resolução de problemas do site significa tempo gasto ausente da administração da empresa.

Se o orçamento da empresa não permitir a contratação de um profissional e desejar aprender como desenvolver seu próprio site, dedique algum tempo a um dos muitos tutoriais on-line. Mas lembre-se: os clientes não visitam sites com aspecto amador. A sua credibilidade estará em jogo e, se o site for difícil de navegar, tiver ligações quebradas ou imagens e conteúdo desatualizados, não ganhará a confiança dos clientes.

[Voltar ao início]

Dicas para desenvolver um site de sucesso

Crie um site fácil de utilizar. Embora possa ser tentador ter um site ultramoderno cheio de recursos e adereços, não se esqueça do fundamental. Não terá qualquer êxito se o seu visitante não navegar à vontade pelo site. Forneça ferramentas de navegação claras e simples de utilizar em todas as páginas do site. Não utilize botões gráficos como ligações. Nem todos os internautas têm browsers compatíveis com gráficos e alguns desativam essa função propositadamente para aumentar a velocidade de transferência. Crie ligações de texto.

Forneça conteúdo útil Não se preocupe apenas com vender. Actualmente, um site que consista apenas numa lista de produtos e um carrinho de compras não é suficiente. Se quer que os seus visitantes voltem, ofereça-lhes algum conteúdo significativo. Se vende equipamentos para esquiar, o site pode informar as condições locais para esquiar, artigos sobre tendências de moda para esse desporto, comentários sobre estâncias de esqui, ou qualquer outra informação que possa dar ao visitante razões para voltar. Um site do CPA (Council of Customs Policy, Conselho de Política Aduaneira) pode disponibilizar dicas sobre impostos e ligações para formulários de declarações de bens. Um serviço de buffet pode conter artigos sobre como organizar uma festa com sucesso.

Incentive do cliente a fazer comentários através de formulários on-line ou e-mail. Pergunte aos seus clientes o que eles desejam. Eles encontraram o que procuravam? Como poderá eu site ser mais útil ou mais simples de utilizar? Fique atento às frustrações e queixas dos clientes. Eles indicam seus erros e os seus sucessos.

Crie um e-mail de marketing A maioria dos clientes não gosta de receber “lixo electrónico”, também conhecidos como " SPAM" . Uma estratégia muito mais atraente é desenvolver um e-mail de marketing. Convide os seus clientes a "optar por" receber boletins ou notícias de eventos especiais da sua empresa. Torne essa informação relevante. Ofereça um " cupom" com o qual obtenham descontos nas suas próximas compras. Deixe sempre uma opção fácil que permita aos clientes " optar por" não receber mais e-mails.

[Voltar ao início]

Promoções e marketing on-line

Publicidade on-line

Se abrir as portas, eles virão visitá-lo? Não necessariamente. Uma vez estabelecida uma presença on-line, o seu próximo trabalho será atrair tráfego para seu site. Lembre-se, você é uma agulha num palheiro, competindo com milhões de outros sites. Como vão os seus clientes encontrá-lo? Existem algumas estratégias para que potenciais compradores visitem seu site.

Mecanismos de busca

Provavelmente conhece o Yahoo. Não é propriamente um mecanismo de busca. Trata-se de um directório, com uma vasta coleção de sites listados na Internet. Cada site inscrito é inspeccionado e aprovado por um dos editores do Yahoo. Inscrever o seu site no Yahoo é gratuito, mas não é garantido. O site tem de satisfazer um nível profissional padrão, sem imagens nem ligações quebradas e oferecer algo especial aos visitantes do Yahoo.

Nem todos os sites que solicitam a sua inclusão no Yahoo são bem sucedidos. Leia atentamente as suas normas de participação antes de tentar incluir o seu site.

O Yahoo é apenas uma entre muitas ferramentas de busca da Internet. Registe o seu site em todos os principais mecanismos e diretórios de busca. Entre eles estão:

  • AOL Search
  • AltaVista
  • Ask Jeeves
  • Direct Hit
  • Excite
  • FAST Search
  • Go/Infoseek
  • Google
  • HotBot
  • LookSmart
  • Lycos
  • MSN Search
  • Netscape Search
  • Northern Light
  • Snap
  • WebCrawler
  • Yahoo

Normalmente, o registro do site é gratuito, embora hoje seja possível conseguir uma melhor posição em vários mecanismos de busca, por um preço substancial. A não ser que o orçamento de marketing seja alto, esta não é uma opção viável para a maior parte das novas empresas on-line. Em vez disso, aceda simplesmente ao mecanismo de busca e procure a ligação " Submit a URL" ou " Submit a site" .

Existem serviços disponíveis na Internet que cobram pelo registo de sites em centenas de mecanismos de busca. Isso não é necessário porque registar um site, embora seja demorado, não é particularmente difícil.

Explorando a Internet 24 horas por dia, o mecanismo de busca cataloga o vasto número de páginas web, criando índices para o conteúdo de cada site. Entretanto, algumas medidas devem ser tomadas para tornar o site " mais compatível com o funcionamento desses mecanismos de busca" .

Antes de inscrever o site no mecanismo de busca, adicione etiquetas entre as marcas dos seus documentos html. As etiquetas meta são listas que devem incluir as palavras-chave que utilizadores costumam digitar mais frequentemente em mecanismos de busca, quando procuram o seu tipo de produtos ou serviços. Vários mecanismos de busca indexam o site com base nessas palavras-chave, e também pelo seu conteúdo de texto.

Um exemplo de etiqueta meta para uma loja de boutique:

<meta http-equiv="keywords" content=" moda, roupas, vestuário, shopping, custureiro, pasadena, Valentino, Moschino, Calvin Klein, Jil Sander, Lagerfeld, Giorgio Armani, Prada, St. John, Ralph Lauren, Anne Klein II, DKNY, Escada, Emmanuel Ungaro, Celine, Gianni Versace, France, Catherine Leroy, roupa, informal, formal, shopping, retalho, retalhista, venda a retalho, especializado, costura, pret-a-porter, pronto para usar, alta costura, informação, estação, primavera, inverno, verão, outono, na moda, profissional, estilo,">

A etiqueta meta deve conter uma única frase descrevendo inequiovocamente o seu negócio ou serviço online. Essa descrição aparece sempre por baixo da URL, quando o site é listado no resultado da busca.

Por exemplo, uma etiqueta meta de uma promoção pode ser:

<meta http-equiv=" descrição" content=" O melhor dos seus estilistas favoritos, incluindo Gucci, Prada e Versace, por uma fracção do custo a retalho.">

Verifique a sua posição regularmente, digitando as suas palavras-chave em todos os mecanismos de busca. Examine o registo de estatísticas do site para saber que mecanismos de busca estão a direccionar o tráfego para seu site e quais as palavras-chave mais utilizadas para encontrá-lo.

E-mail direcionado

O e-mail permite-lhe comunicar-se directamente com seus clientes. Trata-se também de um dos meios mais agressivos de publicidade on-line pela Internet. Ninguém gosta de receber e-mails indesejados recomendando produtos ou serviços. Ainda que seja possível obter directórios de endereços de e-mail que podem ser utilizadas para promover seu produto, pode perder um grande número de potenciais clientes se adoptar esta prática.

Em vez disso, o opt-in (método em que o próprio utilizador opta por grupos de interesse por meio de um site) são hoje o método preferido para criar listas de clientes genuinamente interessados em determinados produtos e serviços. Ofereça aos clientes a opção de se inscreverem para receberem e-mails com futuras promoções e notícias.

Estude a possibilidade de criar um “boletim informativo” – algo que faça mais do que apenas promover seus produtos. Torne-o informativo, útil e algo que valha a pena ser lido. Por exemplo, se a sua loja on-line vende peixes ornamentais, escreva um breve artigo com dicas úteis para a manutenção de aquários. Inclua ligações relevantes para o seu site nos e-mails, incentivando os leitores a encontrar mais informações ao clicar nas ligações apropriados.

Estude a possibilidade de oferecer cupons " on-line" que podem ser resgatados no site dentro de um determinado prazo. A Barnes and Noble utilizou eficazmente esta estratégia para recompensar compradores assíduos na sua loja on-line.

Finalmente, lembre-se de que os e-mails também devem conter instruções sobre como o destinatário pode sair da lista de e-mail de marketing.

eBay

e-Bay, o maior site de leilão, fornece um modo para vender o produto como para direcionar o tráfego adicional para sua loja on-line. Vender produtos no eBay é uma óptima maneira de encontrar clientes genuinamente interessados nos seus produtos. Na descrição do produto de cada item colocado em leilão, forneça também ligações para seu site, informando os visitantes do leilão que outros produtos estão disponíveis no site.

Banners

Os banners são, com certeza, a forma mais comum de publicidade on-line na Internet. Os banners são anúncios retangulares na vertical num dos lados ou na parte superior da maioria dos sites comerciais e de alguns amadores também. DoubleClick e LinkExchange são os maiores distribuidores de publicidade on-line por meio de banners. Os banners proporcionam um meio para atingir milhares de potenciais clientes com suas campanhas de marketing.

A taxa de eficiência destas campanhas é, muitas vezes, avaliada pelo cálculo do " número de cliques" . Essa taxa é definida pela percentagem de vezes que um anúncio é clicado, com base no número de vezes em que é visualizado. Se um banner é visualizado por 200 visitantes e 10 deles clicaram no anúncio, o banner tem uma taxa de número de cliques de 5%. Essa taxa, contudo, não é uma avaliação definitiva.

Para determinar de forma precisa a eficiência dos anúncios, descubra que clique resultou numa real compra no seu site. Isto hoje é possível com as ferramentas de marketing oferecidas pela maioria dos distribuidores de marketing on-line mencionados em cima. Pela análise destes dados, você poderá elaborar melhor suas campanhas de marketing para de facto alcançar seus melhores potenciais clientes.

Para utilizar melhor o orçamento de marketing, direccione seus anúncios em sites frequentados pelo grupo demográfico alvo. Se vende louças finas, provavelmente, ficará decepcionado com uma campanha num site direcionado ao público jovem. Avalie a possibilidade de trocar os seus banners com outros sites que complementem os seus produtos ou serviços. Um vendedor on-line de equipamentos para aquários teria taxas teria um número de cliques consideravelmente maior se utilizasse anúncios em sites relacionados com peixes ornamentais.

Colocar banners no seu site pode ser um meio de gerar uma receita adicional para o seu site. O patrocinador pagar-lhe-á por cada visitante que clicar no anúncio, mesmo que isto normalmente signifique poucos cêntimos por clique. Se o tráfego no seu site for alto, esses cêntimos poderão começar a fazer diferença.

Existem também desvantagens em colocar anúncios no seu site. Os banners tendem a ser grandes e podem provocar um tempo maior de transferência do site. Os clientes que prefeririam ver apenas o conteúdo do seu site serão forçados a esperar mais. Isso aumenta a probabilidade de que eles venham a comprar em outro lugar. Os anúncios também não são habitualmente agradáveis esteticamente e podem desviar a atenção do conteúdo do site.

E lembre-se de que sempre que um visitante clicar num anúncio colocado no seu site, ele será conduzido para fora do site. A menos que você tenha um contrato com o patrocinador que determine o contrário, configure o anúncio para abrir uma nova janela do browser ao ser clicado. Desta forma, quando o utilizador fechar a nova janela do browser, será conduzido de volta ao seu site.

[Voltar ao início]

Plano de negócios para Sessão 9: e-commerce

Recomendamos que faça a transferência do modelo de plano de negócios individual para esta sessão Documento 9 do Modelo de plano de negócios e o preencha agora.

Sessão 9: e-commerce
Ficheiro do Microsoft Word MS Word

Instruções para preencher o modelo de plano de negócios:

Secção 1-12: Tudo
Ficheiro do Microsoft Word MS Word
  1. As caixas têm um título permanente em LETRAS MAIÚSCULAS
  2. Por baixo de cada título está uma frase que começa com " Insira aqui...." Este é seu espaço para inserir informações. As caixas aumentam à medida que ocupa mais espaço, de forma que possa utilizar todo o espaço de que necessita.
  3. Depois de preencher todas as caixas, apague a frase " Insira aqui" , deixando apenas o título permanente da caixa e as informações inseridas.

Sugerimos que preencha cada secção do plano de negócios
durante o curso.

Também é possível fazer a transferência do modelo para todas as sessões 1-12 no computador como um único documento.

Inclua dados de procura e materiais de apoio suficientes. Torne isso atraente pelas informações facultadas, sua biografia, gráficos, estatísticas demográficas e outros dados de procuras. Quando o seu plano de negócios estiver completo, imprima e junte as 12 seções.

Estão disponíveis muitos outros formatos de planos de negócio em bibliotecas, livrarias e softwares.

[Voltar ao início]

SESSÃO 9 Questionário: e-commerce

  1. O ingrediente mais importante para o sucesso na utilização de e-commerce é:
    1. Conseguir que as pessoas visitem o meu site.
    2. Desenvolver um site que seja fácil de navegar e utilizar.
    3. Confiança dos meus clientes e garantir-lhes de que eu serei honesto e ético.
    4. Criar um endereço Web que seja fácil de memorizar e aceder.
    5. Ter uma infra-estrutura adequada, incluindo um depósito e sistema de entregas.
  1. As informações que eu apresento no meu site estão automaticamente protegidas por leis de propriedade intelectual e não podem ser usadas por outros.
    1. Verdadeiro
    2. Falso
  1. Não é uma boa ideia revelar o endereço de meu site no meu cartão de visitas, materiais de escritório e propagandas.
    1. Verdadeiro
    2. Falso
  1. Ao registrar meu nome de domínio, eu devo ter em mente que os sites mais facilmente memorizáveis terminam em:
    1. .bus
    2. .net
    3. .com
    4. .org
  1. Meu projecto de site deve incorporar:
    1. Tipos de letra desenhadas artisticamente, incomuns e exclusivas.
    2. Tipos de letra padrão e amplamente utilizadas.
  1. Conhecimento de mecanismos de busca é importante para meu site porque:
    1. Os mecanismos de busca têm impacto no meu grau de credibilidade.
    2. Uma boa classificação nos mecanismos de busca trará mais clientes ao meu site.
    3. Um bom controlo do mecanismo de busca vai reduzir o risco de vírus.
  1. Sites de e-commerce existem exclusivamente para vender produtos on-line.
    1. Verdadeiro
    2. Falso
  1. Consigo saber o número de pessoas que visitam meu site.
    1. Verdadeiro
    2. Falso
  1. Utilizar a Internet para conduzir o e-Business dá-me garantias para competir de maneira favorável com grandes concorrentes estabelecidos em lojas tradicionais.
    1. Verdadeiro
    2. Falso
  1. Organizar meu próprio servidor é como:
    1. Alugar minha própria loja
    2. Possuir minha própria loja
    3. Criar meu próprio site

Vá para a Sessão 10: Como comprar um negócio ou franchise

Copyright © 1993, 1997-2016, My Own Business, Inc. All Rights Reserved.
 Partilhar  Versão para impressão  Correio Electrónico
ComentáriosAvaliações (0)
If you are a human, do not fill in this field.
Clique nas estrelas abaixo para avaliar este item
   Os comentários serão truncados para 1000 carácteres